Massagem Pinda Swedana/Sweda

“Massagem com Pindas?! Nunca ouvi falar”: isto é o que a maioria das pessoas me diz. Eu também só conheci esta massagem depois do curso de massagem ayurvédica. Eu, como quase todo o ser humano comum, adoro quando me fazem massagens. Acho a massagem ayurvédica maravilhosa, mas esta não lhe fica nada atrás, e até há quem prefira.

Pessoalmente, também gosto um bocadinho mais desta. Relaxa-me totalmente, e tem inúmeros benefícios, tal como a massagem ayurvédica tradicional. E, pela minha experiência, é óptima para retenção de líquidos e para dores musculares.

Então o que são pindas, afinal?

As pindas são “trouxas” feitas com tecido de linho dentro do qual são colocadas ervas medicinais ou especiarias com finalidades terapêuticas, e que são aquecidas para a realização da massagem. São originárias da China, Tailândia e Índia, sendo utilizadas em várias terapias orientais. Como sempre na Medicina Ayurvédica, as ervas e especiarias escolhidas são adequadas à pessoa, adequando ao seu problema de saúde actual/queixas actuais. É utilizado um óleo de massagem, como na Massagem Ayurvédica tradicional, para untar o corpo no início da massagem, e o calor das pindas ajuda a diluir as toxinas do corpo, para que sejam eliminadas mais facilmente.

Imagem daqui

As pindas são aquecidas previamente em produtos adequados, como óleos utilizados na massagem, de forma a criar o efeito terapêutico desejado. De seguida são passadas pelo corpo, recorrendo a manobras de massagem que vão ajudar na absorção dos produtos utilizados, criando um relaxamento profundo e uma conexão com o nosso interior. O relaxamento físico e mental, bem como uma sensação de uma paz e harmonia, são favorecidos pelos aromas, toques e descompressão de energias retidas no nosso corpo.

Pode ser aplicada localmente (chama-se, neste caso, Ekanga sweda, e é aplicada numa determinada zona do corpo) ou em todo o corpo (designando-se Saravanga Sweda).

Esta massagem é aplicada com especial atenção às zonas doridas e às articulações. Ajuda a reduzir o stress e relaxa os músculos, sendo excelente na redução de dores nas articulações e nas costas, mas não só. Para além de ser muito hidratante e nutritiva, ajuda a favorecer a circulação sanguínea.

E os doshas?

É um tratamento excelente para os doshas Vata e Kapha, visto que são doshas frios e esta terapia aquece os tecidos. Também é muito bom para Pitta, apesar de ser um biótipo quente. Tudo depende das ervas/especiarias utilizadas, adaptadas a cada pessoa (e, portanto, ao seu dosha), sendo uma forma ancestral de tirar partido das plantas (clica aqui para leres o meu artigo sobre os doshas).

O efeito terapêutico das Pindas é reconhecido e divulgado por todo o Mundo.

Existem cinco terapias distintas em que se usam técnicas de aquecimento com Pindas, cada um com um objectivo terapêutico diferente. Estas terapias são:

  • Elakizhi – Pindas com ervas medicinais;
  • Podikizhi – Pindas com especiarias;
  • Navarakizhi – Pindas com arroz navara ou aveia medicados;
  • Tailandesas – Variação Tailandesa das Pindas, activando-se não com óleos mas a vapor;
  • Valuka Sweda – Pindas de areia.

Benefícios da Massagem com Pindas:

– Diminui o inchaço e dores de articulações, dores reumáticas e dores de costas

– Alivia o cansaço, a depressão, tonturas e insónia

– Promove a eliminação de toxinas

– Trata a rigidez nas articulações

– Previne hipertensão arterial, diabetes, problemas de pele e rugas

– Nutre os tecidos humanos, retarda o envelhecimento e rejuvenesce

– Aumenta a circulação sanguínea promovendo a saúde metabólica

– Promove o apetite

– Ajuda eficazmente no tratamento de doenças neuromusculares

– Complementa o tratamento de doenças de sistema nervoso

Contra-Indicações:

– Cistite na fase aguda

– Gravidez

– Infecções agudas

– Ferimentos na pele

– Neoplasias

– Problemas cardíacos e circulatórios graves.

Espero que gostem. Dúvidas ou questões, podem contactar-me por e-mail ou deixar nos comentários.

~ Om Shanti

Etiquetas , , , ,

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: