Infecção Urinária na Perspectiva Ayurvédica

A infecção urinária é um problema muito comum, e há vários autores que afirmam que atinge cerca de 80% das mulheres. Na Ayurveda, o canal que transporta urina (toxinas em estado líquido) chama-se mutra vaha srotas. Este canal inicia nos rins, passa pelos ureteres até à bexiga, e termina na uretra. As infecções relacionadas com este canal e os seus orgãos são mais comuns em mulheres do que homens, por isso irei direccionar parte do post apenas às mulheres (que constituem também a maioria dos meus seguidores).

Infeccao urinária

Porque é que este tipo de desequilíbrio é mais comum nas mulheres? A uretra da mulher é mais curta do que a dos homens, o que facilita a transmissão de bactérias da vagina ou do ânus. Quando os homens têm infecções do trato urinário normalmente esta é secundária a outro desequilíbrio, como problemas da próstata.

Uretra
Imagem daqui

Um dos microorganismos mais comuns envolvidos na infecção urinária é a Candida albicans, um fungo que faz parte da nossa flora normal, mas que se manifesta quando há um desequilíbrio na nossa saúde. Outro agente que se calhar já ouviram falar é a Escherichia coli (ou E. coli), que é uma bactéria também pertencente à flora normal do intestino, mas cujo aumento pode causar infecção urinária e intestinal.

Sintomas

As infecções do trato urinário (ITUs) ocorrem mais comummente na bexiga ou na uretra, causando sintomas como:

  • Ardor ao urinar
  • Comichão
  • Sentimento frequente de urgência para urinar
  • Urinar várias vezes e em pequenas quantidades
  • Urina com cheiro intenso
  • Pode existir sangue na urina ou esta ficar turva
  • Pode existir febre
  • Dor ou sensação de peso na bexiga
  • Se os rins estiverem afectados, normalmente há náuseas e vómitos
Imagem daqui

Infecção Urinária na Ayurveda

De acordo com a Medicina Indiana, as ITUs ocorrem devido a um desequilíbrio do dosha Pitta. O tratamento passa por equilibrar Pitta e fortalecer o sistema urinário, prevenindo novas infecções. Primeiro devemos compreender a causa, porque só removendo a causa é que começa a cura.

Imagem daqui

Factores agravantes

Algumas coisas que favorecem o aparecimento de ITUs são:

  • Comidas demasiado quentes, picantes ou azedas
  • Bebidas alcoólicas
  • Beber pouca água
  • Ter como hábito reter a urina na bexiga durante várias horas
  • “Aguentar” a vontade de urinar
  • Usar roupa muito apertada e roupa interior sintética
  • Alguns medicamentos, como antibióticos
  • Papel higiénico colorido e com cheiro que tem mais químicos que os normais
  • Alterações do sono
  • Exposição a calor extremo
  • Factores ambientais como fogo, químicos ou fumos tóxicos
  • Emoções como stress, raiva, impaciência, inveja
  • Higiene pobre, mesmo após actividade sexual.

Na Ayurveda é, como já referi, importante saber o factor causal, pois é através da remoção deste ou destes que se inicia o processo de cura. Se temos presentes em nós alguns dos factores acima referidos, temos de tentar eliminá-los ou geri-los de maneira a não afectar a nossa saúde.

Infecção Urinária na Mulher

O sistema reprodutor feminino, chamado de artava vaha srotas, é de extrema importância para a vida de uma mulher. Em algumas de nós, este sistema é extremamente sensível inclusive a mudanças de clima, estilo de vida e alimentação. É importante estar atenta ao ciclo menstrual e os seus sintomas. Para isso podes registar num calendário pelo menos quando inicia e termina a menstruação, e os sintomas. Durante a fase pré-menstrual e menstruação, podem existir sintomas de infecção urinária. Se existir infecção urinária na altura da menstruação, pode ser secundária a outro problema de saúde, como, por exemplo, a endometriose (ler mais sobre isto aqui). Consultar um profissional de saúde adequado pode tirar esta dúvida.

As mulheres grávidas têm maior propensão a desenvolver este tipo de infecção. Isto é importante porque pode levar a complicações como danos renais, nascimento de criança de baixo peso e sépsis (infecção que se expande por todo organismo).

Ao limpar as partes íntimas, lembra-te de limpar sempre de frente (vagina) para trás (anus). Assim não corres o risco de contaminação, por exemplo, pela E. Coli.

Dicas da Ayurveda

Alimentação

Como em todos os desequilíbrios na Ayurveda, a cura passa e prevenção passa também pela alimentação.

Devemos escolher uma dieta que seja adequada para acalmar Pitta no nosso organismo (podem ver neste post algumas dicas), eliminando as toxinas.

É importante beber muita água para ajudar a “arrastar” as bactérias para fora do trato urinário. Podem também beber um sumo de romã ou amoras feito em casa. Estes sumos são excelentes bebidas para detox, reduzindo Pitta e também diminuindo a proliferação de bactérias.

Devemos evitar ao máximo o consumo de bebidas alcoólicas, café, alimentos processados e refinados, açúcares refinados, chocolate e bebidas com gás.

Ensinaram-se que uma boa bebida é um batido de tâmaras e amêndoas com uma pitada de canela e cardamomo. Eu faço com leite de amêndoa ou de soja,

Saladas de fruta com topping de côco laminado, saladas de legumes, tofu temperado com especiarias adequadas a Pitta, lentilhas com ervas refrescantes como o coentro e a hortelã, são algumas ideias de refeições que se podem facilmente preparar no dia-a-dia, quando temos sintomas de infecção urinária. Não esquecer de utilizar legumes frescos, como aipo e cebola (experimentem adicionar a uma sopa), feijão verde, cogumelos.

Ervas que ajudam no tratamento da infecção do trato urinário

  • Camomila – Mantém Vata, diminui Kapha e Pitta – Reduz os espasmos e inflamação, aliviando a dor. Efeitos relaxantes
  • Canela – Aumenta Pitta, diminui Vata e Kapha – Suprime a causa das infecções vaginais, seja ela fúngica (candida albicans) ou bacteriana (E. coli) – Apesar de aumentar Pitta pode ser consumida juntamente com outros alimentos que diminuem Pitta. Lembrem-se que o equilíbrio é importante.
  • Coentros – Não altera os doshas – Eficaz a tratar sensação de queimadura da uretrite e da cistite.
  • Ervas alcalinizantes da urina, como gengibre e hortelã.
  • Ervas que destroem as bactérias e fortalecem o sistema imunitário, como echinacea e alho.

Estilo de vida

As bactérias desenvolvem-se em ambientes húmidos e quentes. Existem algumas dicas para que o nosso corpo se mantenha mais seco e fresco:

  • Utilizar roupa interior de algodão, que não seja apertada, e o mesmo para as as calças e calções
  • Esvaziar a bexiga após ter relações sexuais, acompanhada de higiene íntima
  • Secar bem as partes íntimas após o banho
  • Sem tiver roupas húmidas, mudar o mais cedo possível para roupa seca (inclusive a praia, com os banhos no mar, pode propiciar o aparecimento de infecção urinária) – para isto, pelo menos se tiverem com sintomas, levem um fato de banho extra para a praia, para usarem quando saírem da água e o primeiro estiver molhado
  • Evitar tampões, porque estes agravam o risco de infecção comparativamente aos pensos higiénicos. Mudar penso ou copo menstrual frequentemente, com higiene adequada.

Relaxar para fortalecer o sistema imunitário

  • Parar, respirar e relaxar, nem que sejam apenas 10 minutos por dia. É importante desacelerar
  • Meditação pelo menos uma vez por dia
  • O Yoga apresenta posturas direccionadas aos rins e região abdominal, que ajudam a massajar os orgãos e melhorar o seu funcionamento.

Terapias corporais

Na Ayurveda existem terapias específicas para cada dosha que devem ser realizadas com acompanhamento de terapeuta adequado. Estas incluem massagem e oleação do corpo, massagem localizada no abdómen, enemas, duches vaginais, entre outras coisas. São tratamentos muito completos.

Massagem

A massagem deve ser feita primeiro no corpo todo (oleação), com óleos adequado ao dosha que queremos tratar. Para Pitta usam-se, por exemplo, óleos de côco, girassol ou azeite. A massagem deve depois incidir na zona abdominal.

Sobre este tema para já é tudo. Se tiverem dúvidas ou quiserem ver um post sobre determinado assunto, contactem-me. Agradeço o feedback que me têm dado, vocês são espectaculares!

~ Namaskar

Etiquetas , , , ,

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: