Mais um Escrito D’Alma

Mais um Escrito D’Alma

Julho 2, 2019 2 Por Joana

Mais uma vez o passado é remexido para que o futuro se construa. Tem sido um trabalho mais ou menos intenso para mim, como tenho partilhado aqui, e há alturas que me chamam fortemente a isso. Estou a aproveitar a energia desta lua nova e do eclipse para me reorganizar internamente. Durante a nossa vida são várias as nossas mortes… precisamos de deixar morrer para algo novo nascer, precisamos libertar-nos daquilo que já não faz sentido para conseguir integrar na nossa vida o que nos espera mais à frente sem repetir os mesmos padrões.

Ainda estou a aprender o não-apego, nomeadamente o apego a expectativas, e, ao invés, confiar no Universo e deixar fluir. É uma aprendizagem constante. Há alturas em que sinto que é já algo natural para mim, noutras é um pouco mais complicado de gerir internamente, mas também sinto que faz parte do meu processo e estou em paz com isso.

Ando mais afastada do mundo digital porque sinto muito mais necessidade de sair e ter contacto com o mundo fora das tecnologias. Tenho sentido a necessidade de me nutrir: com a companhia dos meus amigos, com o contacto com a Mãe Terra (mais que não seja, a tratar das plantas aqui de casa, sentar-me na sua companhia, observá-las), com a leitura de bons livros, estudando sobre assuntos que amo, com a minha própria companhia.

Ando numa fase de muita conexão com as minhas emoções, que andam à flor da pele, e se já normalmente prefiro trabalhá-las do que reprimi-las, neste momento não sinto qualquer desejo de as esconder ou de as “varrer para debaixo do tapete”, e acolho-as de braços abertos, bem como às minhas fragilidades; só assim conseguirei sarar-me. Todos nós temos um “calcanhar de Aquiles”, ou vários até, e cada vez que eu sou chamada a trabalhar com as minhas fragilidades saio desse trabalho ainda mais forte do que antes (já pararam para pensar nas batalhas que travaram e no quão fortes se tornaram?). Mais uma vez trabalho o perdão a mim, aos outros, ao meu passado. É assim que me liberto.

”As above, so below

As within, so without

As the Universe, so the soul” ~ Hermes Trismegistus

Sou grata ao Universo por estar aqui.