Refluxo Gastroesofágico – Dicas da Ayurveda

Refluxo Gastroesofágico – Dicas da Ayurveda

Dezembro 2, 2019 4 Por Joana

Depois de um certo silêncio por aqui (apesar de me ter mantido um pouco mais activa no Instagram), estou de volta para te trazer um post que me foi muito pedido.

Refluxo gastroesofágico

O refluxo gastroesofágico (RGE) é uma condição mais ou menos comum. Este ocorre quando o conteúdo gástrico passa para o esófago (sem ocorrer vómito). Normalmente o esfíncter esofágico inferior relaxa para permitir que os alimentos passem para dento do estômago e contrai para prevenir que o conteúdo saia do estômago. No caso do RGE, a função deste esfíncter está comprometida. Um dos sintomas mais comuns de RGE é a azia, aquela sensação de queimadura no peito, após as refeições.

 

Perspectiva Ayurvédica

A Ayurveda diz que o refluxo ocorre quando existe um desequilíbrio Pitta (dosha constituído por fogo e água – Clica aqui para leres mais sobre este dosha). Assim sendo, as estratégias da Ayurveda no que se refere ao RGE passam por equilibrar o fogo de Pitta, procurando elementos que ajudem a arrefecer.

Relembro que estes posts não substituem o acompanhamento por um profissional que possa personalizar cada tratamento.

Algumas dicas da Ayurveda

  1. Mantém refeições em horários regulares e evita comer muito de uma só vez. Quanto mais quantidade de comida e bebida houver no estômago, maiores são as hipóteses de existir RGE.
  2. Evita bebidas frias ou geladas. É aconselhável ir bebendo água morna durante o dia. Às refeições podes ir bebendo pequenos goles de água mas evita (durante as refeições e 30 minutos antes e após) beber muito, pois vai diluir as enzimas digestivas e dificultar a digestão.
  3. Diminui o consumo de álcool e cafeína, visto que a maioria das pessoas refere que a azia surge após os ingerir. Apesar de não ser conhecida a causa exacta, há quem acredite que seja por estas bebidas terem uma natureza mais ácida, que vai contribuir para o aumento da acidez do estômago.
  4. Evita também bebidas gaseificadas.
  5. Ao longo do dia bebe chá de hortelã ou sumo de romã (ambos têm um importante papel na secreção de enzimas que ajudam na digestão dos alimentos).
  6. Evita comer antes de te deitares. Após as refeições, é boa prática mantermos uma posição vertical. Se nos deitamos imediatamente após de comer, a posição horizontal torna propício que o suco gástrico chegue até ao esófago. Por isso o jantar deve ser pelo menos três horas antes da hora de deitar.
  7. Mesmo quando te deitares, em vez de te colocares numa posição completamente plana, procura manter a cabeça e peito ligeiramente elevados com a ajuda de almofadas.
  8. Evita as comidas que te provocam azia e aumentam o refluxo. Nem todos somos iguais, por isso é uma questão de avaliares de cada vez que ingeres um alimento ou bebida, como é que isso te faz sentir. Por norma, as comidas mais propícias a agravar o refluxo são as comidas muito condimentadas (principalmente com pimentas, alho, cominhos, gengibre, canela), alimentos amargos ou ácidos, lacticínios e doces como o mel e chocolate.
  9. Diminui o stress. Embora não se saiba exactamente como é que este vai exacerbar o refluxo, estes parecem estar muito ligados. Pitta, como falámos atrás, é muito fogo. Procura a técnica ou técnicas que forem melhores para te ajudarem a libertar o fogo e a diminuir o stress. Alguns exemplos são o exercício físico, meditação, passar tempo na natureza, mas tu saberás o que é melhor para ti.

Se tiveres mais questões, fala comigo por mensagem privada.

Desejo-te uma boa semana.